Como Encarar Erros em Sua Equipe e Transformá-los em Sucesso

Como Encarar Erros em Sua Equipe e Transformá-los em Sucesso



Errar é humano. Pequenos deslizes fazem parte do dia-a-dia de todos nós – tanto em nossas vidas pessoais como em nossas carreiras profissionais. Seja você um designer gráfico, um DJ, o dono de um pet shop ou um advogado, você passa anos cultivando uma reputação, criando sua rede de contatos profissionais, construindo um site incrível para divulgar sua carreira, mas sempre há uma chance de pisar na bola.
Não tem problema nenhum, todo mundo entende e trata-se de parte da existência humana. Entretanto, a maneira como cada um encara estas falhas afeta bastante a forma como nossas imagens são concebidas pelas pessoas ao nosso entorno – e muitas vezes mesmo a imagem que temos de nós mesmos – assim como os rumos que nossas carreiras podem tomar.

À medida em que amadurecemos enquanto profissionais, notamos que a construção desta imagem é realmente um processo de longo prazo. Mais do que um aspecto individual de cada profissional preocupado com sua respectiva carreira, criar um ambiente profissional em que erros são tratados como oportunidades de aprendizagem pode fortalecer sua equipe e abrir espaço para projetos mais ousados. 

Sem caça às bruxas

Cabe ao líder dar o exemplo e identificar onde falhou, abrindo espaço para que os demais membros da equipe se sintam confortáveis para fazerem suas próprias auto-críticas. Neste momento, é importante que não se tente encontrar culpados, nem jogar a culpa em diferentes membros da equipe. Fatores externos devem ser reconhecidos – afinal, não temos controle sobre todos os aspectos o tempo todo – mas a busca por um bode expiatório não vai levar a lugar algum.
Se o erro foi seu, deixe que o resto da equipe saiba que você tem consciência das falhas que cometeu, sem acusar outros colegas – quando sentirem que ambiente de trabalho oferece esta liberdade, eles também se sentirão confortáveis para identificarem onde pisaram na bola. Você perceberá uma sensação positiva de haver reconhecido seu erro e as pessoas irão admirá-lo por ter sido honesto e não ter tentado jogar a culpa em outro colega. No longo prazo, você será reconhecido como um profissional que tem autoconfiança para reconhecer erros e corrigi-los, um comportamento bastante respeitado!

Mãos à massa

A não ser que você trabalhe sozinho, é provável que algo deu erro por culpa de mais de uma pessoa. Você pode ter tomado uma decisão errada, cometido uma falha na realização da parte que lhe cabia do projeto, ou pode ter ocorrido uma falha de análise e nenhum dos envolvidos notou que certo aspecto estava errado desde o princípio. É importante que você reconheça a parte do erro que estava sob sua responsabilidade, sem necessidade de apontar os demais colegas envolvidos – deixe que eles também se sintam confortáveis para identificar suas próprias falhas.
Neste aspecto, o mais importante é a sua disposição para liderar o processo que consertará o erro. Mais importante do que parar para identificar todos os culpados, é reunir todos os profissionais necessários para encontrar a solução. Como chefe e dono do negócio, você pode tornar as coisas mais fáceis para os membros da equipe e marcar esta reunião – ou facilitar que todos consigam flexibilizar suas agendas para participar.
Por outro lado, é preciso agir com calma para evitar novos erros. Os responsáveis pela falha não serão necessariamente as pessoas mais capacitadas a liderar seu conserto, e a atitude de “quebrou, então conserta” deve ser evitada. Cada pequena atitude é reconhecida no longo prazo, e esta é apenas mais uma delas.

Uma via de mão dupla

Mesmo quem não tem seu próprio negócio ou não lidera uma equipe também é afetado pelos erros de outros profissionais. Saber encarar estas situações de forma construtiva é tão importante quanto reconhecer seus próprios erros. Primeiramente, e esse conselho deve ser levado para qualquer situação, mantenha-se fiel à maneira como espera que os colegas se comportariam quando quem comete o erro é você.
A partir disso, estimule qualquer membro da equipe a tomar as atitudes que descrevemos acima. Naturalmente, parte deste estímulo deve ser a existência de um ambiente profissional que valorize este comportamento. Toda a equipe deve sentir que cresce profissionalmente quando aprende a superar uma dificuldade através de análise e esforço coletivo. Por fim, não custa repetir que apontar culpados não leva a nada – o ideal é que as pessoas se sintam confortáveis e confiantes para seguirem os passos que sugerimos acima.
Você já leu em diversos lugares que a palavra chinesa para “crise” é a mesma palavra para “oportunidade”. Ao que tudo indica, esta “coincidência” não passa de um erro de tradução, mas fica a lição: é errando que aprendemos. Aproveite cada experiência como uma oportunidade de aprendizagem e estimule sua equipe a ter um comportamento construtivo para que todos cresçam juntos!


Gostou do Post? 
Comente! Compartilhe em suas redes sociais! Mostre aos seus amigos e familiares! 



Conheça a nossa loja com opções variadas de objetos, Estampamos em:

O Desenho poderá ser produzido pela Equipe Souzaarte 


Fotos: Marco Souza  / nstagram: caricaturistassouzaarte






Postagens mais visitadas deste blog

Aumente a Satisfação da sua Equipe Como Um Bom Café!

Você Está Cobrando o Suficiente? 5 Dicas de Como Cobrar Pelo Seu Serviço

6 Dicas Imperdíveis Para Fotografar Interiores