Como Aliviar Dores Musculares Causadas pela Chikungunya

Como Aliviar Dores Musculares Causadas pela Chikungunya

A chikungunya é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido através da picada de um mosquito. Ela é comum na África, na Índia e no sudeste asiático, mas também surgiu no Brasil – em 2015, já foram registrados mais de 14 mil casos, predominantemente nos estados da Bahia e do Amapá. Essa doença é caracterizada pelo aparecimento repentino de febre alta (acima de 38.9 °C). Ela também causa forte poliartralgia (dores em várias articulações) ou dor simétrica em articulações. As articulações distais – como as mãos, punhos, tornozelos e joelhos – são afetadas, enquanto as articulações proximais – ombros e quadril – não são atacadas. A chikungunya também causa alergias e forte mialgia (dores musculares). A dor nas articulações deixa o indivíduo debilitado por períodos prolongado e influencia a maneira de andar da vítima. Na verdade, a palavra “chikungunya” significa “aqueles que se dobram” no dialeto de alguns povos do leste africano.[1] Apesar de não existir cura para essa doença, a vítima pode adotar certos procedimentos para diminuir a dor e o desconforto durante a recuperação.


1 - Determine se há dores musculares. O vírus da chikungunya é transmitido através da picada do mosquito Aedes Aegypti; quando os microrganismos adentram o corpo, ele é transportado através dos vasos sanguíneos, afetando principalmente as células epiteliais e endoteliais, conhecidas como fibroblastos, que compõem o tecido muscular. Com a evolução da infecção, os fibroblastos são danificados e causam a morte das células epiteliais e endoteliais, resultando em dores muscular.





2- Reconheça outros sintomas da chikungunya. As pessoas podem sofrer com vários sintomas em adição aos desconfortos em músculos e articulações. Alguns deles são:

  • Febre alta (38.9 °C ou mais).
  • Muita letargia.
  • Incapacidade de levantar e andar ou apresentar um andar prejudicado, com postura corcunda, devido ao inchaço das articulações e dores fortes.
  • Erupção cutânea levemente inchada e avermelhada que não coça. Ela aparece nas extremidades e no torso.
  • Bolhas nas palmas das mãos e solas dos pés, fazendo com que a pele descasque.
  • Outros sintomas, geralmente mais raros, como dores de cabeça, vômitos, náuseas e dor de garganta.



3- Saiba quais as diferenças entre a chikungunya e a dengue. Muitos dos sintomas da chikungunya se confundem com os da dengue, além de afetarem as mesmas regiões geográficas. Às vezes, pode haver confusão na hora do diagnóstico, dificultando até mesmo a tarefa dos médicos em determinar qual é a doença em questão. No entanto, as dores em articulações são características da chikungunya, deixando o diagnóstico mais claro.
  • A dengue se caracteriza mais pelas dores musculares (mialgias), raramente afetando as articulações.



4 - Vá ao médico. O diagnóstico se baseia nos sinais e sintomas da doença; geralmente, para confirmar tal diagnóstico, o médico pedirá um exame de sangue. Ele detectará se há a presença de anticorpos da chikungunya na corrente sanguínea, indicando a exposição do paciente ao vírus.
  • O sangue será coletado das veias do paciente e colocado em um recipiente estéril para ser examinado em laboratório.
  • Existem muitos exames laboratoriais que podem confirmar a presença da chikungunya. O mais conhecido é o RT-PCR (reação em cadeia da polimerase), que verifica se o vírus está no organismo. Essa doença deixa uma grande carga viral, permitindo que seja rapidamente detectada. A grande quantidade viral é a responsável pelo mal-estar nas vítimas.

5 - Saiba quanto tempo a infecção pode durar. A fase aguda dura de dois dias a duas semanas. Durante esse período, o indivíduo contaminado se sentirá extremamente cansado, com febre alta e muitas dores nas articulações e músculos, quase incapacitando o andar normal.
  • Depois vem a fase subaguda, que pode continuar de meses a anos. 64% dos pacientes ainda sofrem com dores nas articulações e inchaços um ano após a infecção inicial.[2] Em longo prazo, o paciente pode experimentar uma forma de artrite reumática soropositiva ou reumatismo com o anticorpo HLA B27. Esse sintoma é semelhante a uma artrite pós-infecciosa comum, conhecida como Síndrome de Reiter.[3][4]

6 - Saiba que essa doença não é fatal, mas não há tratamento. Apesar dos sintomas desagradabilíssimos, a chikungunya raramente causa a morte. No entanto, não há nenhum tipo de tratamento com exceção dos de apoio, como em outras doenças virais. Testes com certas drogas e medicamentos foram realizados, mas a eficácia das mesmas foi pouca.


Postagens mais visitadas deste blog

6 Dicas Imperdíveis Para Fotografar Interiores

Aumente a Satisfação da sua Equipe Como Um Bom Café!