Artista faz críticas certeiras ao Facebook com ilustrações surreais

Um confessionário em forma de auto-falante, arma mortal ou gôndola da internet: é assim que o artista polonês Pawel Kuczynski enxerga o uso do Facebook nos dias de hoje. Em sua série de ilustrações, ele usa um humor sagaz e formas surreais para fazer sua crítica – mas afirma: surreais não são os desenhos, mas o mundo em que vivemos. 
Em um mundo conectado, mais de 1,3 bilhão de pessoas acessam a rede social de Mark Zuckerberg, que, desde seu lançamento em 2006, passou a fazer parte do âmbito do trabalho, relacionamentos e interferir em pautas políticas e até mesmo na auto-estima. A obsessão da sociedade pelo Facebook o transformou em uma ferramenta poderosa, onipresente e que tem o poder de mudar cenários tanto da vida íntima quanto da pública. Afinal, é no Facebook que tudo acontece, toma forma, ganha relevância e é discutido.
Em um futuro inventado e surreal (ou seria apenas o presente?), Pawel Kucynski mostra a força da rede social em seus desenhos. A luva é de pelica e com um quê de surrealismo, mas o tapa na cara dado por essa arte é intenso: nos faz parar e pensar.
Confira a série:











Postagens mais visitadas deste blog

6 Dicas Imperdíveis Para Fotografar Interiores

Você Está Cobrando o Suficiente? 5 Dicas de Como Cobrar Pelo Seu Serviço